terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Como se portar nas festas de fim de ano da empresa? Veja dicas!


Dezembro é o mês dos eventos, reuniões de amigos e, principalmente, as festas das empresas, que reúnem seus funcionários para celebrar mais um ano de sucesso.

Mas, como se comportar nestas festas, sem ser o alvo dos comentários dos colegas no dia seguinte? Muitos podem até falar que não se importam com o que é dito após as comemorações, mas é preciso ter cautela durante a festa, pois isso pode sim prejudicar sua vida profissional.

Ricardo M. Barbosa, diretor executivo da Innovia Training & Consulting e consultor de Gestão de Projeto há 15 anos, dá as dicas.

Beba com moderação – esse é o maior arrependimento dos profissionais nas festas de fim de ano, bebem além do limite e fazem besteira, depois na volta ao trabalho ficam morrendo de vergonha. Assim, muita parcimônia nessa hora, pode beber, mas, não exagere, mostre limites. Não fique com a fama do bêbado da empresa!

Com que roupa? – a roupa também é um grande problema, as pessoas acham que podem se vestir como em suas casas ou em uma balada, mas isso não é verdade, roupas muito curtas, roupas com mensagens agressivas e excessos podem pegar mal, fazendo com que se torne alvo das conversas. Busque usar roupas discretas e confortáveis, sem excessos e vulgaridades.

Cuidado com a gula – lembra-se da frase ‘olha o morto de fome’? Você pode ser alvo da mesma, assim, coma bem, mas evite excesso. Também não é de bom tom a piadinha: ‘se o chefe está pagando, vou aproveitar e comer tudo que posso!’.

Fala muito! – cuidado com o que se fala durante a festa. Está certo que o ambiente é de descontração, mas não é por causa disso que você pode se expor desnecessariamente, falando mal do trabalho de colegas ou mesmo falando palavrões e outras besteiras. As pessoas vão lembrar-se do que foi dito e podem repercutir muito mal profissionalmente.

Hora da paquera? – ‘dar encima de alguém’ na festa de fim de ano pode não pegar bem e pode gerar confusão, não aproveite a oportunidade para paquerar, não é o local apropriado. Pior ainda é ‘ficar’ com um colega de trabalho, pois isso pode gerar um grande desconforto e com certeza será alvo de fofoca.

Presenteie corretamente – na hora de presentear alguém ou em um amigo secreto, muito cuidado com o que vai comprar. Presentes de muito abaixo valor ou muito caro podem pegar mal. Também evite brincadeiras desnecessárias. No caso dos inimigos secretos, mais cuidados ainda!

É confraternização, não carnaval – na hora de dançar cuidado com a postura, danças muito sensual podem pegar mal, bem como ficar gritando exageradamente, alegria não é histeria!

Curtiu as dicas? O que mais você acha que não se pode fazer na festa da empresa? Conta pra gente!

Sobre o Tout Va Bien:

Há mais de 30 anos de tradição, o buffet proporciona eventos inesquecíveis tanto para casamentos, eventos corporativos, aniversários, debutantes e festas infantis, com o melhor cardápio e opções de decoração variadas. Localizado no bairro nobre de Moema, o Tout Va Bien possui dois ambientes, o salão térreo e o mezanino, com capacidade total para 350 pessoas, número que pode variar de acordo com a disposição das mesas, escolha da pista de dança e até com celebração da cerimônia no local.

Outro diferencial do Tout Va Bien é que o cliente para levar o evento para onde desejar. Toda a estrutura, cardápio e garçons são levados pelos responsáveis, como se a festa fosse realizada no próprio espaço do Buffet, que possui uma equipe treinada, independente do número de convidados. Se deseja apenas reunir os amigos em casa e está à procura de salgados ou finger foods, o Tout Va Bien também trabalha com encomendas.

Serviço:
Endereço: Alameda dos Tupiniquins, 1460 (6ª travessa atrás do Shopping Ibirapuera, próximo ao Aeroporto de Congonhas)
Contato: (11) 5531-1822 ou pelo buffet@btvb.com.br 
Site: www.btvb.com.br

O Buffet também está nas redes sociais:
Twitter: @btoutvabien
Instagram: @buffettoutvabien
Instagram kids: @btvbkidsmoema
Fan Page: BUFFET TOU VA BIEN

Nenhum comentário:

Postar um comentário